Leituras do Mês: Junho/Julho



Primeiramente eu gostaria de deixar claro que estou decepcionada comigo mesma. Por que? Porque eu li apenas dois livros em dois meses, isso nunca tinha acontecido. Nunca mesmo!! E olha que em Junho eu estava em férias e disse que iria me acabar de ler. 
Mas tenho explicações. Mais ou menos.
Só sei que eu atrasei tudo. 
Ah, eu iria tentar terminar Maze Runner para colocar em Julho, mas deixa para agosto mesmo, hahah *-* 

Começando com o mês de Junho.


Uma Longa Jornada- Nicholas Sparks.
Eu estava curiosa para ler esse livro por causa da minha amiga. Ela ''O Luke, ai meu Deus". Tá, eu confesso que amei ele!! 
Eu ganhei ele no meu aniversário em Abril. Sim, enrolei ele o mês de maio inteiro, mas pelo menos eu li, né??
Amei o livro, eu indico. Talvez eu faça uma resenha dele. Quem sabe um dia?



O Lado Bom da Vida- Matthew Quick.
Finalmente eu consegui ler esse livro. Estava na lista para comprar a um tempão mas eu sempre passava outro livro na frente. Hehe. 
Não tenho oque falar, eu gostei bastante da história!! Sério mesmo.

Agora Julho.




A Menina que Roubava Livros- Markus Zusak.
Esse é outro livro que eu ficava adiando. Me arrependo de não ter comprado antes.
O assunto que o livro aborda é muito envolvente. Claro, triste também.
Mas amei a história, nem chorei. Magina.


Princesa Adormecida- Paula Pimenta.
Bem, já falei muito desse livro. Tenho até resenha dele no blog. 
É um ótimo livro e não me arrependo de ter comprado. Assim como os outros acima. 
Estou apaixonada por ele e quero visitar Liechtenstein. Iludida.


Para ler a resenha do livro clique aqui.

Acho que é isso.
Verdade, eu irei para a bienal com a escola e irei comprar muitos livros (guardando dinheiro em 3, 2...).
Então de vez de fazer ''o que eu andei lendo?'' irei fazer ''o que eu comprei na bienal?'' Ah, mas isso tanto faz. Não importa tanto.


Resenha: Princesa Adormecida.


Oiii gente!! Primeiramente eu queria me desculpar por não ter postado esses dias, mas é que eu estava sem inspiração e estava me dedicando aos estudos. ( Já que eu fiquei com vermelha em algumas matérias).
Mas eu espero que volte a ser como antes, e claro que irei me dedicar mais. 

Hoje eu venho com mais uma resenha. Desse vez do livro Princesa Adormecida, da Paula Pimenta.



Sinopse: Era uma vez uma princesa... Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas essa princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário. Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim isso tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida. Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim...

                                  -*-

Áurea Roseanna, ou melhor, Anna Rosa tem 16 anos e sempre esperou agir como uma adolescente normal. Porém, os seus três tios super-protetores que cuida dela desde os 5 anos de idade, não deixa ela ter sua vida social e ser como qualquer menina normal. Ela sempre se perguntou o porquê disso tudo, oque ela não imaginava é que atrás dessa égide proteção teria muitas histórias a ser esclarecida. 





O que eu achei legal na história é que esses três tios super-protetores ficaram no lugar das três fadas -fauna, primavera e flora-, que foram fundamentais na vida dela. E também tem a questão dos nomes dos personagens. A Áurea fez o papel da Aurora e a Marie Malleville, da bruxa Malévola

A autora conseguiu fazer com que os personagens e elementos que ela criou na releitura não desfocasse da história original, oque faz com que o livro se torne original (mesmo sendo uma releitura).

Eu não tinha nada para fazer, lembro que era de "madrugada" e tinha acabado de terminar de ler A Menina que Roubava Livros (nem chorei, magina), e como minha amiga tinha dito que esse livro fluía naturalmente e tinha que ler em um dia que não tinha nada para fazer, resolvi começa-lo. E ela estava certa. Comecei meia noite e terminei as duas, sem parada. Bati meu record.

Não tenho oque falar, a história é cativante do tipo "eu tenho saber oque acontece depois" e não deixa você desgrudar do livro.

Fiquei ansiosa quando anunciou que esse livro iria sair. Adoro a Paula, a maneira de como ela escreve é de me dar inveja.

Tenho que agradecer a minha amiga Yasmin por ter comprado (claro que depois eu paguei), mas se não fosse por ela eu não teria o livro com autógrafo da Paula em mãos. Já disse isso, mas obrigada. 



Tempo desperdiçado



Fecho os meus olhos por um segundo e tento escrever mais alguma porcaria sem sentido. Não é mais um texto aleatório. Dessa vez ele tem destinatário e lugar certo para ir: 


"Por favor, diga-me que você pensou a respeito dos seus erros e que você irá voltar atrás de tudo oque passamos. Foram épocas tão boas. Não acredito que você não virá atrás por causa de uma simples palavra. Orgulho. Essa palavra fere você, assim como fere a mim.


Com certeza você não irá ligar para essa besteira que estou escrevendo. Na verdade, é completamente estranho eu estar escrevendo isso. Mas está na hora de colocar isso para fora, sabe? Talvez seja um desperdício de tempo, até porque você nem se importa mais com isso. Mas é tão estranho olhar para o lado e perceber que você não está mais aqui para jogar conversa fora ou, até mesmo, para me fazer sorrir. Mas acho que chegou o momento em que eu tenho que cuidar mais de mim. Não quero ser egoísta, mas eu acho que seria um bom remédio para abrir a minha mente e esquecer um pouco ''nós'' e me valorizar mais, coisa que você nunca soube fazer.


É tão difícil tentar esquecer de tudo o que passamos, mas as vezes é preciso fazer alguns esforços. Aquelas histórias foram apenas contos de fadas, e estou entrando em um momento onde é necessário acordar para a realidade.

Eu tenho uma alma feita de sonhos, e eu espero que um dia eu consiga me desvencilhar do passado e fazer com que esse sentimento estranho que percorre por mim suma. E dessa vez eu quero que seja para sempre. Talvez esse 'sempre' faça sentido agora."


Respiro fundo e penso mais um vez se devo mandar. Eu já escrevi e reescrevi esse texto umas centenas de vezes, mas nenhuma me comoveu e nem me emocionou.

Essa é mais um rascunho que vai para o lixo. Literalmente.
- Quanto tempo desperdiçado - digo.


Tag Literária: Copa de Livros.


Oi Constellations!! Para aproveitar o clima de copa, hoje venho com mais uma tag. Dessa vez eu fui indicada pela Carol do blog A Colecionadora de Histórias. Obrigada Carol *---*


Escolha livos na sua estante que representem as cores da bandeira brasileira: 
Sei que não está na ordem certa, mas oque importa é a intenção!


Festa de abertura- É dia de festa, a alegria contagia a multidão e o clima descontração deixa tudo mais leve. Com isso em mente, indique um livro leve e divertido pra entrar no clima da festa.



Cidades de Papel, do John Green- Esse livro é calmo e divertido, acho que seria uma boa festa de abertura.

Jogo de estréia - É dia de estreia. Nervos à flor da pele. Você já estourou a pipoca, pegou o guaraná geladinho e o jogo nada de começar. A ansiedade já está atingindo o grau de máximo em sua escala. Quem é louco por livros também fica ansioso. Então me diga, qual é ou foi o lançamento mais aguardado por você em 2014?


-A Escolha, da Kiera Cass.
- Convergente, da Veronica Roth.
Estava tão ansiosa pelo lançamento desses livros que eu até contava os dias. Ambos encerram as trilogias que eu mais amo, e isso me causa uma mini depressão só de lembrar.

Narrador "Cala a boca, Galvão'', o famoso pé no saco - Chegou o grande dia, porém o narrador do jogo é um porre. Quem nunca se deparou com uma narrativa arrastada e difícil de digerir? Qual foi o livro que tinha tudo pra ser cinco estrelas, porém a narrativa se tornou um problema?


Sim, o livro está meio acabado pois é velho. Foi a minha vó que me emprestou.

As duas vidas de Audrey Rose, de Frank de Fellita - Eu confesso que a ideia do livro é legal, mas não sei oque deu em mim e não consegui terminar de lê-lo. Acho que é pelo fato de ser 'suspense', não curto muito esse gênero. Tenho medo. Até a capa me assusta.


Eliminados na primeira fase- Acabou a primeira fase e algumas seleções dão adeus ao sonho da Taça. Nem sempre um livro ou uma série nos convence logo nas primeiras páginas. Qual foi o livro, ou série que você desistiu de ler ou abandonou a leitura logo no início?


A Fada e o Bruxo, do F. Medina. - Eu juro que tentei ler esse livro mas não consegui, não sei porquê. A capa me chamou a atenção e a sinopse também, mas não consegui ler o livro todo. Desculpe-me autor. Detesto falar isso, estou me sentindo mal.


O artilheiro da copa- O jogador que marca mais gols na copa é considerado o artilheiro. O mundo literário também possui seus artilheiros, autores que batem um bolão em todos seus lançamentos. Qual é o autor que está batendo um bolão em sua opinião?



John Green e Cassandra Clare.
Não vou comentar nada, apenas sentir dor.


A Zebra da copa- Futebol é uma caixinha de surpresas, e alguns resultados inesperados são considerados como "zebra". No mundo literário sempre nos surpreendemos também. Qual foi o livro que você não dava muita bola que acabou ganhando seu coração?

Foto tirada pela Yasmin. Te amo.

Eu Amo New York, da Lindsey Kelk- Não tenho oque falar desse livro. Foi minha amiga que indicou ele e eu acabei amando a história. 


A Grande Final - Duas grandes equipes se destacaram, lutaram e chegaram a final. Porém somente um capitão vai poder levantar a taça e gritar é campeão. Ao segundo colocado cabe amargar a tristeza da derrota. Para simbolizar a tristeza, escolha um livro que te fez chorar ou te emocionou muito.


A estrela que nunca vai se apagar. - Sim, eu chorei nesse livro... E muito!! 
Tem resenha do livro no blog.


E pra finalizar a tag, escolha o melhor livro lido em 2014:

ISSO SIMPLESMENTE NÃO É JUSTO.
Não irei responder essa, pois são tantos livros bons que eu fico até perdida. Um melhor que o outro. 

Blogs que eu indico para responder essa tag:
E todos que quiserem \0/

Fotos!



Lembra quando eu disse aqui no blog que nas férias eu iria fotografar para a melhoria das fotos para as postagens? Sim, eu fiz isso e estou muito satisfeita com alguns resultados. 
Aproveitei as últimas semanas de férias e fui para a casa da minha vó em Iguape. 
Para quem não sabe, Iguape é uma cidade que fica no Vale do Ribeira, no sul do estado de São Paulo.
A cidade é histórica, e é bem preservada.

Não tenho muito oque falar, mas achei que aqui fosse um bom lugar para tirar fotos, e foi isso que eu fiz. 
Vamos ver?



Ontem eu fui andar com a minha vó e com minhas primas pela beira do rio e vejo o pôr-do-sol. Imaginem. Eu fiquei apaixonada. Estava simplesmente perfeita.





A foto ficou meio embaçada mas olha o céu que lindo*---*






Hoje minhas primas estavam sem fazer nada e minha vó resolveu leva-las na fonte do Senhor Bom Jesus de Iguape. Eu aproveitei e fui junto, porque amo árvores (Sim) e para tirar fotos, pois lá é um ótimo lugar para isso.
Estou satisfeitíssima com as fotos, e vocês? Oque acharam? 
Our Constellations - © 2015. Todos os direitos reservados
Template desenvolvido por Fancy Designs
Tecnologia do Blogger| Créditos: Garota no Mundo Html, Jackie Dream e Enjoy Things| △Voltar ao Topo△
imagem-logo