Resenha: A estrela que nunca vai se apagar.

 Título: A estrela que nunca vai se apagar. 
Autores: Esther Earl com Lori e Wayne Earl.
Editora: Intrínseca.

Sinopse: Diagnosticada com Câncer da tireoide aos doze anos, Esther Grace Earl era uma adolescente talentos e cheia de vida. Fazendo jus ao nome, que em persa significa ‘’estrela’’, ela marcou todos em seu caminho com sua generosidade, esperança e altruísmo enquanto enfrentava com graciosidade o desgaste físico e mental causado pela doença. Filha, irmã e amiga divertida, alto- astral e inspiradora Esther faleceu em 2010, logo após completar dezesseis anos, mas não sem antes de servir de inspiração para milhares de pessoas por meio de seu vlog e dos diversos grupos on-line de que fazia parte.
Esta é uma biografia única, que reúne trechos de diários, textos de ficção, cartas e desenhos de Esther. Fotografias e relatos da família e de amigos ajudam a contar a história dessa menina inteligente, astuta e encantadora cujo carisma e força inspiram o aclamado autor John Green a dedicar a ela sua obra best-seller A Culpa é das Estrelas.



Resenha: ''A Estrela que nunca vai se apagar'' é uma biografia única. No livro, nós temos o direito de saber como era a vida de Esther, desde a sua infância, passando pela descoberta do câncer, do tratamento para combater esse problema e depois, infelizmente, passamos pela morte sua morte.

O que torna a leitura do livro mais divertida e interessante é pelo fato de ela conter relatos familiares, de amigos, dos médicos de Esther e, até mesmo, dela mesma que foram retidas do seu diário. Além disso, ele contém imagens diferenciadas como fotos, desenhos feitos por Esther, alguns trechos tirado do diário dela entre outras surpresas.




É impressionante que com pouca idade ela conseguia lidar com o câncer de uma forma madura. Para quem não sabe, ela foi diagnosticada com 12 anos e partiu aos 16. A grande preocupação que invadia os pensamentos de Esther era de como ela queria fazer a diferença na vida de uma pessoa e, por incrível que pareça, ela conseguiu. Esther inspirou várias pessoas como, por exemplo, o escritor John Green, que dedicou o livro A Culpa é das Estrelas para ela. Fofo né?

Amei a biografia. No momento que eu terminei de lê-lo eu fiquei com vontade de ir ajudar algumas crianças com câncer, de visitar alguma instituição. 

Acho que essa foi uma das resenhas mais curtas que eu já fiz até agora mas eu tive que compartilhar isso com vocês, espero que gostem!!


Amor, intensidade, valor, paixão, rejeição, esperança, cuidado, fracasso, alegria. O que a vida joga em cima da gente nunca faz sentido. Parece até que estamos nas mãos dela. Quanto tempo esperamos que a vida mude a gente?Quanto tempo devíamos tentar mudar a nós mesmos? O peso da morte, o peso do pavor. O fardo do estresse, aqui está a dor. Nunca saber, nenhuma projeção, nunca saber, quanta confusão. Não demonstre se importar, não tenha amor, não sinta alegria, senão você pode mudar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Our Constellations - © 2015. Todos os direitos reservados
Template desenvolvido por Fancy Designs
Tecnologia do Blogger| Créditos: Garota no Mundo Html, Jackie Dream e Enjoy Things| △Voltar ao Topo△
imagem-logo